. CAMOCIM ONLINE: O MISTÉRIO DA FALTA DE GELO NA NOITE DO RÉVEILLON DE CAMOCIM
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

sábado, 2 de janeiro de 2016

O MISTÉRIO DA FALTA DE GELO NA NOITE DO RÉVEILLON DE CAMOCIM

No geral, Camocim está sobrevivendo bem ao movimento intenso que se formou na cidade desde quinta-feira (31). Especificamente na noite da virada do ano, fomos informados que faltou gelo em pacote na cidade. 
Ontem, ao conversar com um empresário do ramo de restaurantes, ficamos sabendo que determinado fornecedor, e talvez outros mais, teriam se recusado a fornecer o produto, visando vender pelo dobro do valor no dia seguinte, na Praia do Maceió, onde todos esperavam lotação. E realmente, não lotou, superlotou. 
A medida, nociva ao consumidor, mas altamente rentável para quem tem um produto que está sendo procurado por todos, mostra o lado cruel do comércio. Ou seja, para quem adota essa prática, o fim sempre justificarão os meios. Sabendo que a banda toca desse jeito, os grandes bares e restaurantes, e postos de combustíveis, devem tomar isso como lição, e estocar, a partir do início do mês de dezembro deste ano, gelo suficiente para não ter que ficar na mão de especuladores, afinal, para quase toda doença, existe um remédio. Pra essa então, nem precisa ser tarja preta.  
Postado por Tadeu Nogueira às 09:26h

3 comentários:

alberto t disse...

Faltar gelo meu, acho q vou montar uma mini-fábrica de gelo, nem q seja aquelas a granel, tipo gelo britado da gelomar, esses donos de bares, caralho a quatro são de lascar mesmo, ñ justifica meu, irresponsáveis sim, querem tudo na boca e talvez de graça né? conheço esses ricões daqui, se programem seus porras, aí depois aparece um cara de fora e ganha dinheiro com daí ficam todos trocidos de inveja, lamentável.

Franc Paull disse...

Sem falar na falta de gelo foi a falta de comida onde na sexta não havia nenhum restaurante com comida, e as barracas El Mirador e outra ao lado faltaram comida ainda meio dia de sábado, os únicos restaurantes com atendimento tinham bebidas, superlotados e sentar em qualquer um deles era esperar a toa, foram em média uns 10 restaurantes que dispensaram por falta de comida e os demais fechados ou sem tempo de atender. De. Restaurantes a pizzarias, pastelarias dentre outros, deixaram a desejar. Pra que chamar turismo a uma cidade se os comerciantes não se preparam para atender um grande fluxo. Simplesmente caos.

Franc Paull disse...

Sem falar na falta de gelo foi a falta de comida onde na sexta não havia nenhum restaurante com comida, e as barracas El Mirador e outra ao lado faltaram comida ainda meio dia de sábado, os únicos restaurantes com atendimento tinham bebidas, superlotados e sentar em qualquer um deles era esperar a toa, foram em média uns 10 restaurantes que dispensaram por falta de comida e os demais fechados ou sem tempo de atender. De. Restaurantes a pizzarias, pastelarias dentre outros, deixaram a desejar. Pra que chamar turismo a uma cidade se os comerciantes não se preparam para atender um grande fluxo. Simplesmente caos.