terça-feira, 15 de abril de 2014

GOVERNO FIXA MÍNIMO EM R$ 779,79 PARA 2015

Com estimativa de crescimento da economia de 3% e inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5% para 2015, o governo encaminhou nesta terça-feira ao Congresso Nacional o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2015 (LDO-2015). Pelo projeto, o salário mínimo será reajustado em 7,71% e vai ficar em 779,79 reais em 2015.  O governo também prevê que o superávit primário para o setor público consolidado será de 143,3 bilhões de reais, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB). Com o abatimento dos 28,7 bilhões de reais destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a meta do superávit primário fica em 114,7 bilhões de reais (ou 2% do PIB).  A LDO, enviada pelo Executivo ao Congresso nesta terça-feira, deve ser aprovada pelo Legislativo até 30 de junho. Se não for aprovada nesse período, o Congresso não pode ter recesso em julho.
Postado por Tadeu Nogueira às 14:00h
Com informações da Veja com Agência Brasil

4 comentários:

Pedroiagofigueira Fiagueira disse...

Será que se diminuísse o salário mínimo, os preços cairiam na mesma proporção que sobem quando ele aumenta?
As vezes me perguntou se não seria mais útil e econômico o salário ficar estável. Ja não aguento mais receber 50 de aumento e só o aluguel aumentar 40. Desse jeito ando pra trás

Pedroiagofigueira Fiagueira disse...

Será que se diminuísse o salário mínimo, os preços cairiam na mesma proporção que sobem quando ele aumenta?
As vezes me perguntou se não seria mais útil e econômico o salário ficar estável. Ja não aguento mais receber 50 de aumento e só o aluguel aumentar 40. Desse jeito ando pra trás

Elton Silva disse...

Ho pais sem futuro r esse brasil,mim dar uma vergonha tao grande de ser brasileiro.tudo por causa desses politico que nao serve de nadaaaaa

Big Jack disse...

Por conta desse aumento anunciado pelos PeTralhas para 2015 (visando apenas as eleições deste ano), os produtos já começaram a subir por conta. A carne e o peixe tiveram um aumento fabuloso, a gasolina vai aumentar, aumentou conta de água em quase 50% e o resto vai continuar subindo. O PT perdeu o controle, a inflação voltou com toda força.