. CAMOCIM ONLINE: POR ORDEM DO STF, PF PRENDE LÍDER DO GOVERNO DILMA NO SENADO
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

POR ORDEM DO STF, PF PRENDE LÍDER DO GOVERNO DILMA NO SENADO

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quarta-feira (25) o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do governo no Senado. Segundo investigadores, o senador foi preso por estar atrapalhando apurações da Operação Lava Jato.
Também foram presos pela PF nesta manhã o banqueiro André Esteves, do banco BTG Pactual, o chefe de gabiente de Delcídio, Diogo Ferreira e o advogado Édson Ribeiro, que defendeu o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró.
As prisões foram um pedido da Procuradoria-Geral da República e autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
O senador teria tentado dificultar a delação premiada de Cerveró sobre uma suposta participação de Delcídio em irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Segundo investigadores, Delcídio chegou até a oferecer fuga a Cerveró, para que o ex-diretor não fizesse a delação premiada, o que reforçou para as autoridades a tentativa do petista de obstruir a Justiça.
O líder do governo foi citado na delação do lobista conhecido como Fernando Baiano. No depoimento, Baiano disse que Delcídio recebeu US$ 1,5 milhão de dólares de propina pela compra da refinaria.
Também foram realizadas buscas e apreensões no gabinete de Delcídio, no Congresso. As ações desta manhã foram autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). 
Assessoria do senador informou que o advogado dele, Maurício Leite, recebeu uma ligação do Delcídio e está, neste momento, embarcando de São Paulo para Brasília para acompanhar o caso.
Postado por Tadeu Nogueira às 07:23h
Com informações do G1

1 comentários:

averdadechegara disse...

Se fosse no tempo das gangues do PSDB, DEM e PPS, comandadas pelos corruptos FHC, Tasso, Aécio do Pó, Serra, Álvaro Dias, Mendonça Filho, Artur Virgílio e outros vermes, a polícia federal e o ministério público não fariam nada pois eram impedidos pelos ladrões do dinheiro público dessas quadrilhas. Na era PT - não que sejam todos inocentes - os órgãos de fiscalização tem liberdade para trabalharem e prenderem políticos corruptos.