. CAMOCIM ONLINE: GRANJA: CARRETA MATA UMA PESSOA E FERE DUAS PRÓXIMO A SANTA TEREZINHA
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

domingo, 6 de dezembro de 2015

GRANJA: CARRETA MATA UMA PESSOA E FERE DUAS PRÓXIMO A SANTA TEREZINHA

Por volta das 10:00h da manhã deste domingo (06), uma carreta com placa de Porto Alegre (RS) tombou na CE-311, próximo ao Distrito de Santa Terezinha, na zona rural de Granja, no trecho conhecido como "Assentamento Atrás dos Morros", após o motorista perder o controle do veículo em uma curva bastante fechada. 
Ao sair da pista, a carreta, que fazia o percurso Litoral-Serra da Ibiapaba, acabou atropelando algumas pessoas que se encontravam na margem da estrada, fazendo orações e fincando uma cruz, em homenagem ao sétimo dia de morte de um motoqueiro que havia falecido na semana passada no mesmo local, também por ter perdido o controle de seu veículo. Ao tombar, a carreta acabou ficando por cima do homem que estava colocando a cruz. Duas outras vítimas foram lançadas a vários metros, mas sobreviveram, sendo levadas depois para o Hospital de Granja. 
Mesmo sob a carreta, o homem permaneceu vivo por algum tempo, morrendo antes que o Corpo de Bombeiros chagasse tentar tirá-lo das ferragens. O perigo já fez com que a curva fosse batizado de "curva da morte". O motorista da carreta permaneceu no local até a chegada da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Ele se colocou à disposição para prestar os esclarecimentos necessários.  
Postado por Tadeu Nogueira às 15:12h

4 comentários:

Francisco Cesar disse...

Eu estava passando na estrada quando vi o caminhão virado, e fico a pensar como é que uma pessoa vai atrás de fazer uma cruz em um local extremamente perigoso, com abismo e acostamento mínimo. Essa ideia de fazer cruz em beira da estrada é loucura (me desculpe a expressão), aquilo não trás de volta quem já morreu. É uma cultura que a gente só vê no nordeste.

Suzy disse...

Também falei a mesma coisa hoje pra uma prima minha pq trabalho de motorista e nunca vi isso em outros estados

Suzy disse...

Também falei a mesma coisa hoje pra uma prima minha pq trabalho de motorista e nunca vi isso em outros estados

nilsinho moita disse...

Se é cultura temos que respeitar, o que aconteceu foi um caso a parte uma fatalidade, fica aqui meus sinceros sentimentos a família, descanse em paz meu amigo Gilberto.