. CAMOCIM ONLINE: TESTANDO A INTELIGÊNCIA HUMANA
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

quinta-feira, 3 de março de 2016

TESTANDO A INTELIGÊNCIA HUMANA

Quando ocorre um homicídio, a versão padrão dos órgãos de segurança pública é que fica impossível para eles, prever um crime dessa natureza. Já quando o número de homicídios cai, o mesmo órgão vem a público dizer que isso é resultado de ações preventivas. Para qualquer detentor de mais de um neurônio, a sensação é de estar sendo feito de abestado.  
Nas ruas de Camocim, por exemplo, reina o medo, a intranquilidade, a sensação de que, a qualquer momento, um cidadão pode ser abordado por uma dupla de moto, e ser executado sumariamente. 
E não adianta autoridade nenhuma aconselhar o cidadão a ficar em casa. Já estão matando em domicílio. Enquanto o corporativismo, por meio de sua máquina de propaganda, impera na tentativa de isentar esse ou aquele órgão, quem trabalha para viver está sendo dizimado. Já a grande maioria do povo, essa continua calada, se queixando apenas nas redes sociais, como se isso fosse mudar o cenário da cidade. Rumo às ruas essa parcela da população irá apenas daqui a alguns meses, não para reivindicar segurança, mas sim para vibrar pelo seu candidato a prefeito e vereador. Camocim vive atualmente a sua mais insegura fase dentro de seus 136 anos de história. O cidadão, aquele que paga seus impostos, que vive para trabalhar, e trabalha para viver, virou alvo fácil da criminalidade, passou a ser estatística para um governo que não investe na prevenção, que prefere continuar testando a inteligência do povo com inócuos subterfúgios. E vem aí mais um final de semana em Camocim. Que Deus nos acuda. 
Postado por Tadeu Nogueira às 08:36h  

1 comentários:

Denilson Paixão disse...

Sobre o seguinte trecho "Quando ocorre um homicídio, a versão padrão dos órgãos de segurança pública é que fica impossível para eles, prever um crime dessa natureza. Já quando o número de homicídios cai, o mesmo órgão vem a público dizer que isso é resultado de ações preventivas. Para qualquer detentor de mais de um neurônio, a sensação é de estar sendo feito de abastado.".

Bom, ciências sociais aplicadas e diversas outras que abordam termas de intervenção social em larga escala tem condições de prevenir (diminuir probabilidade de ocorrência) e não prever quando, onde e quem irá fazer algo. Compreendo que em uma visão apressada, possamos chegar a sua conclusão. No entanto, analisando a partir da visão de quem estuda, pesquisa e intervem no campo, Ciência não é como uma bola de cristal de adivinhação. Infelizmente, o que pode ser feito é intervir e, quando corre o problema, remediá-lo. Os cientistas não tem como se responsabilizar com apostar de de previsão como todos desejam. Seria falacioso um cientista prever as coisas de tal maneira, logo, antiético.

Repito, quem faz Ciência só pode assumir e se posicionar a partir de dados. A previsão como indicada não tem dados (não ocorreu nada), logo não tem como haver posicionamento. No entanto, prevenir é possível pois, tem como medir a diminuição de incidência. Tem como comparar o índice anterior com o atual após aplicar uma intervenção social.

Espero ter contribuído com a melhora! Seu trabalho de divulgação de informações é muito boa.