. CAMOCIM ONLINE: VEREADOR CHICO ÉZIO: MESMO MORRENDO, PACIENTE DEVE SER TRANSFERIDO
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

sexta-feira, 11 de março de 2016

VEREADOR CHICO ÉZIO: MESMO MORRENDO, PACIENTE DEVE SER TRANSFERIDO

Durante sessão realizada nesta quarta-feira (09) na Câmara Municipal de Granja, o Vereador Francisco Ézio, membro da bancada da oposição, disse, com todas as vogais e consoantes que, em casos emergenciais, se o Hospital de Granja não tiver como atender um paciente, ele deve ser transferido imediatamente para a Santa Casa de Sobral, tendo vaga ou não. 
Até aí já seria um absurdo a posição do parlamentar, pois em todos os casos de transferência, a unidade hospitalar do município tem que garantir a vaga através dos procedimentos necessários, pois dessa forma a Santa Casa já fica preparada para receber o paciente. Mas ele não parou por aí. Continuando seu discurso, ele disse textualmente a seguinte frase: "Pode até que morra lá na frente da Santa Casa, mas o município cumpriu o seu papel". 
Francisco Ézio, ou "Chico Ézio", deixa claro, nessa declaração, no mínimo, irresponsável, que seria esse o tratamento dado por ele caso dependesse dele, a transferência de pacientes de Granja para a Santa Casa de Sobral, deixando a entender que não iria procurar garantir um atendimento digno para um ser humano, pelo contrário, iria se "livrar" dele.
Além de demonstrar desconhecimento total sobre o assunto, o Vereador Chico Ézio desrespeitou os Granjenses que dependem do Serviço Único de Saúde. Certamente agiu dessa forma por não precisar aguardar por  nenhuma vaga em hospital público, em caso de necessidade, pois ganha o suficiente dos moradores de Granja para pagar por um serviço particular.   
Postado por Tadeu Nogueira às 12:01h

1 comentários:

Blogue Granja Ceará disse...

Parabéns Chico, por levar a voz dos que precisam e são muitas vezes desrespeitados no atendimento básico na saúde pública municipal.

Entendo o contexto de sua fala. Sua não, vc foi apenas um porta voz dos que precisam da saúde, papel minimo de qualquer vereador.

Pena que vc não falou nem a metade da dor que passam os pacientes.