. CAMOCIM ONLINE: POR "INTERFERÊNCIA' DE GONY, OBRA DE SHOPPING DE GRANJA SEGUE PARADA
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

quinta-feira, 19 de maio de 2016

POR "INTERFERÊNCIA' DE GONY, OBRA DE SHOPPING DE GRANJA SEGUE PARADA

A obra do Shopping Artesanal de Granja, projeto realizado na Administração do Prefeito Romeu Aldigueri (PDT) para ser construído com recursos oriundos de emenda parlamentar do Deputado Federal Vicente Arruda, na ordem de R$ 1 milhão e meio de reais poderia estar beneficiando inúmeros "camelôs" que hoje comercializam seus produtos ao ar livre, debaixo de sol e chuva. No entanto, tal benfeitoria permanece apenas na maquete.  
É que a obra está parada por questionamentos judiciais formulados por Benedito Melo Filho, suposto proprietário do imóvel localizado no terreno. Segundo informações obtidas pelo blog, o prédio havia sido adquirido na década de 80, pelo então Prefeito Eliezer Arruda, para funcionamento da Prefeitura Municipal. Depois foi leiloado na década de 90, por seu sucessor, o Prefeito Esmerino Arruda, sendo arrematado por João de Matos que, comprovadamente, não tinha condições financeiras de adquiri-lo. No ano de 2012, o prédio foi desapropriado pelo Prefeito João Turé, com o devido pagamento da indenização. 
A justiça local autorizou então a posse do bem e o início das obras do shopping. Eis que surge Benedito Melo Filho alegando ser comprador do imóvel. Para isso ele apresentou uma escritura pública que mais tarde foi impugnada pelo Cartório de Registro de Imóveis de Granja, por nunca ter sido emitida pelo tabelionato local. 
De acordo com uma declaração da tabeliã, Esmerino Arruda teria tentando constranger os oficiais do cartório a lavrar a escritura em nome de Melo Filho, como suposta compra do imóvel que ainda se encontrava em nome de um espólio. 
Como não conseguiu, apresentou posteriormente uma escritura de origem duvidosa e utilizou-se de vários artifícios jurídicos para atrasar a referida obra. De acordo com o proprietário da Frutaria "Pimentão", o imóvel, do qual já foi inquilino, que serviu de ponto para seu estabelecimento, na verdade, é de propriedade do Deputado Gony Arruda, registrado no nome de Benedito Melo Filho. Outra pessoa que confirma essa informação é o Historiador Raimundo Pompe. Por essa razão é que se justificaria o tamanho interesse do deputado na não realização da construção que sofre hoje embargo, mas que já poderia estar beneficiando toda a população. Após Melo Filho conseguir embargar a obra, o Deputado Gony Arruda dirigiu-se pessoalmente ao local e arrancou a placa da Prefeitura Municipal onde constava os dados do processo de desapropriação. Pergunta-se: Qual o interesse do Deputado Gony Arruda em supostamente proteger um imóvel que não é de sua propriedade? Por que ele está interferindo na realização de uma obra que beneficiará mais de 300 famílias na cidade?
Postado por Tadeu Nogueira às 11:27h

0 comentários: