. CAMOCIM ONLINE: MPF INDICIA EX-VEREADOR CASSADO RÉGIS DA IPU POR CORRUPÇÃO DE TESTEMUNHA
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

terça-feira, 2 de agosto de 2016

MPF INDICIA EX-VEREADOR CASSADO RÉGIS DA IPU POR CORRUPÇÃO DE TESTEMUNHA

O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou pelo indiciamento do Caminhoneiro Francisco Régis de Araújo Mendonça, conhecido como Régis da Ipu ou da Hilux, Ex-Vereador cassado de Camocim, por corrupção de testemunha referente a um processo contra a expedição de seu diploma de Vereador. De acordo com a denúncia, Margarida Mendes, uma das testemunhas do caso, em troca de vantagens oferecidas por Francisco Régis, prestou falso testemunho e omitiu a verdade  durante a audiência na justiça. Na ocasião, apesar de ser vizinha, ela disse desconhecer que Francisco Régis era casado com Ana Maciel, irmã do então Prefeito Chico Vaulino. A denúncia dava conta que, por ser cunhado de Chico Vaulino, Francisco Régis não poderia, por lei, ter assumido o cargo de Vereador nas eleições de 2008.
Por entender que os fatos descritos constituem, em tese, crimes puníveis com pena de reclusão, o MPF solicitou ao Juízo da Comarca de Camocim, a citação dos acusados.  
Sobre esse caso, ainda em 2010, o Juiz Jorge Luís, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, disse o seguinte: "...há depoimentos testemunhais controvertidos acerca da permanência ou não da união estável entre a parte recorrida e a pessoa de Ana Maria Maciel de Oliveira...Ademais, o depoimento da declarante Margarida Maria Mendes confirmou em parte a tentativa do Sr. Francisco Régis de Araújo Mendonça de oferecer à referida testemunha algumas benesses, sob o compromisso de que a mesma....não o complicasse nos autos deste processo" 
Já a Promotoria de Camocim se manifestou da seguinte forma: "A propósito, não há como resistir ao comentário que a obsessão pela ocupação de cargo público é tão grande que o réu tem a cara de pau de negar essa união estável conhecida por todos em Camocim, a ponto de qualificar, na defesa de mérito, a mãe de seus filhos como um mero esquema, com a qual mantém apenas encontros esporádicos e casuais. Não precisava chegar a tanto Vereador". 
Em dezembro de 2015, Régis da Ipu foi cassado por seus próprios pares, por ter praticado atos de improbidade administrativa, como apropriação indébita previdenciária e sonegação de contribuição, durante sua gestão como Presidente do Legislativo. Além disso, foi multado em R$ 10 mil reais, com direito à nota de improbidade expedida pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) por graves irregularidades constatadas em licitações de combustíveis e locação de veículos. Mesmo diante de todas essas práticas, que vão do desrespeito à família como instituição à improbidade, seu nome foi apresentado pelo seu cunhado, Chico Vaulino, como candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por sua cucunhada, Euvaldete Ferro, esposa de Chico Vaulino, que assim como ele, também tem a ficha suja. É a oligarquia "Vaulino" mostrando que o fim justifica os meios. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:20h

2 comentários:

Júnior Sousa disse...

Caraca é muita sujeira!

Júnior Sousa disse...

Aposto com quem quer que seja que esses fichas suja jamais serão candidatos.