. CAMOCIM ONLINE: SOBRAL: MULHER FORJA PRÓPRIO SEQUESTRO COM APOIO DE MICHEL PLATINI
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

sexta-feira, 12 de maio de 2017

SOBRAL: MULHER FORJA PRÓPRIO SEQUESTRO COM APOIO DE MICHEL PLATINI

A Polícia Civil de Sobral descobriu que o sequestro de uma professora, ocorrido no início desta semana, na verdade havia sido forjado. Na quarta-feira (10), em menos de 24 horas, os policiais prenderam a pessoa que era a suposta vítima: Dayane de Souza Silva, natural de Taguatinga, no Distrito Federal. 
“Meu irmão, é o seguinte, nós tamo com a gata aqui ó, maluco. Nós quer dois mil real pra soltar ela (...). Ela tá aqui com nós (...) e nós quer dois mil real, ai, em 24 hora pra soltar a gata (...). Num perde tempo não, meu irmão, se não o negócio num vai prestar não (sic)”. O áudio é o pedido de resgate do suposto sequestro de Dayane, feito por ela mesmo. A mensagem foi enviada para a irmã dela pelo seu próprio celular. Então, os familiares da professora procuraram a Polícia, que elucidou o caso rapidamente.
Mas não demorou muito para uma nova mensagem chegar: “Eu tô bem, tá bom? (...) num deixa a mamãe ficar muito preocupada, não. Isso aqui é sério, é muito sério. Eles tão me ameaçando o tempo todo. Tenta arranjar esse dinheiro nem que quando eu sair daqui eu vá pagando aos pouquinhos (sic)”. Voz chorosa, com soluços e em tom de desespero. É assim que Dayane grava essa parte, mas na condição de vítima – forjadamente – e ela continua: “Eu não quero morrer, eu não quero morrer agora. Vê se consegue avisar a alguém no meu trabalho o que tá acontecendo”, segue a farsa.
Dayane residia no distrito de Jaibaras e não possuía antecedentes criminais. Ela havia “sumido” na noite da última terça (09). Os agentes de segurança descobriram o esquema criminoso ao analisarem os áudios e as fotos também enviadas pela mulher para a família e em um grupo de mensagens do seu trabalho. O local escolhido como suposto cativeiro foi o apartamento do sobralense Michel Platini de Farias Rodrigues (26), que também não possuía antecedentes criminais e deu apoio à ação. Os dois foram presos no momento em que saíam do imóvel, que fica no Centro, na tarde de ontem (10). Ambos foram levados para a Delegacia Regional local e autuados por extorsão qualificada por concurso de pessoas. 
Em depoimento, Dayane alegou ter cometido o delito por se sentir abandonada e, por isso, queria chamar a atenção dos colegas e da família. Já Michel disse aos policiais que acreditava que tudo seria uma brincadeira. O valor do resgate era de R$ 2 mil, mas a presa também afirmou que não ficaria com o dinheiro. Com “sequestradora” e “vítima” encontrada, a Polícia Civil considera o caso elucidado. 
Lá vou eu: Quem te viu, quem te vê, Michel Platini! 
Postado por Tadeu Nogueira às 08:45h
Com informações da SSPDS

0 comentários: