quarta-feira, 21 de junho de 2017

CASO EDU: SECRETARIA DE SEGURANÇA REVELA NOMES DOS ACUSADOS

De acordo com informações oficiais da Secretaria de Segurança, quatro suspeitos foram presos após o assalto ocorrido por volta do meio-dia desta quarta-feira (21), contra a corretora de imóveis de propriedade de Edu Albuquerque, em Camocim. 
Durante a fuga, que foi frustrada pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), houve troca de tiros e um dos indivíduos foi morto. Além das capturas, os profissionais de segurança apreenderam, ainda, duas armas de fogo e recuperaram todos os bens tomados durante o crime.
O fato ocorreu na Rua José de Alencar, no Centro da cidade. Na ocasião, a composição abordou os suspeitos, que efetuaram disparos de arma de fogo contra os policiais, que revidaram. Um dos indivíduos, um adolescente de 17 anos, que já respondia a um ato infracional por roubo, foi atingido e veio a óbito ainda no local. 
Foram presos: Pedro Henrique Souza de Vasconcelos (24) – com antecedentes criminais por tráfico de drogas, receptação e posse ilegal de arma de fogo; Anailton José da Silva (33), Fabio José de Freitas (36) e Gleyson Bezerra Vieira (25). Estes três últimos não possuíam passagens pela Polícia. O grupo estava em um veículo e também com uma motocicleta, que foi utilizada para dar apoio à ação criminosa. 
Duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e uma pistola, foram apreendidas. Vários objetos e quantias em dinheiro foram recuperados e restituídos à vítima. Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia Regional de Camocim, onde foram autuados em flagrante por roubo qualificado por arma e concurso de pessoas. Todos estão presos na Cadeia Pública de Camocim. 
Postado por Tadeu Nogueira às 19:29h 
Com informações da SSPDS 

4 comentários:

Wro Oliveira disse...

Bandido quando encontra policiais preparados pela frente dá nisso morte.

Gabriel Yegor disse...

Realmente um amigo da Polícia Civil me mostrou o vídeo do assalto, pois no escritório do Edu tem circuito de filmagem e filmou tudo. Agora parabéns a esses guerreiros da Polícia Militar que dia a dia arriscam suas vidas enfrentando bandidos de toda espécie pra defender-nos.

Eliza Santana disse...

História mal contada😦

roberto disse...

Só a título de informação o Gleyson Bezerra Vieira na verdade é Ítalo Quintino Clemente o mesmo é foragido da cadeia pública de Acaraú e responde a vários crimes, dentre eles um homicídio de um empresário em Acaraú.