segunda-feira, 28 de agosto de 2017

APÓS 14 ANOS, SEMACE DIZ TER RESOLVIDO DANO AMBIENTAL EM CAMOCIM

O causador de um dano ambiental na Lagoa do Boqueirão, em Camocim, recuperará a área degradada, segundo termo de compromisso assinado com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). O processo vem se arrastando desde 2003, quando a Semace fez o auto de infração no local. 
O acordo não dispensa o pagamento das multas aplicadas. Técnicos da Semace estiveram na Lagoa do Boqueirão, no dia 18 de julho de 2003, e constataram a construção de um tanque para utilização em atividade do tipo pesque e pague. De acordo com o auto de infração, o empreendimento estava em área de preservação permanente (APP). A obra foi embargada pelos fiscais. De acordo com relatório técnico sobre os danos causados, foram constatadas a terraplanagem na APP e entorno, a construção de diques do viveiro de peixes, a interrupção de via de servidão dos moradores próximos e a interferência na bacia hidrográfica local.
Lá vou eu: Irregularidades de sobra e celeridade em falta por parte da Semace. Aliás, é uma das marcas do órgão. Após tanto tempo, todo o estudo do impacto teria que ser refeito. Mas aí o resultado iria sair 14 anos depois.  
Postado por Tadeu Nogueira às 17:30h
Com informações da Semace

2 comentários:

Helto Rocha disse...

E o lago seco como fica?

vivianelima oliveira disse...

E as agressões sofridas pelo ex-Lago Seco? Será que esse órgão sem serventia vai se manifestar? Duvido,pois envolve amigos do poder.