terça-feira, 31 de outubro de 2017

NOTA DE REPÚDIO À MUDANÇA DO PAGAMENTO DOS SERVIDORES DE GRANJA

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Granja repudia o decreto da Prefeita Amanda Arruda, publicado no dia 17 de Outubro de 2017, que muda a data de pagamento dos servidores Granjenses para o dia 10 de Novembro.
A mudança na data de pagamento surpreendeu toda a sociedade Granjense. A administração da Senhora Amanda Arruda passou o ano realizando grandes festas com atrações internacionais e de repente o município amanhece “quebrado”, ao ponto de se impor um decreto vergonhoso.
É preciso compreender que o povo tem seus compromissos e datas para pagar suas contas. Na maioria das vezes, o trabalhador não dispõe de outra fonte de renda e necessita do salário para atendimento de suas necessidades básicas, como alimentação, moradia, vestuário, assistência médica e outros compromissos. O decreto é imoral e causa impactos negativos na vida dos servidores, no comércio e na economia local.
Vale lembrar que já entrou mais de 33 milhões do Fundeb até o momento. Fica a pergunta: Como pode uma cidade dormir “rica” e acordar “pobre”? O Granjense não deve aceitar calado. É preciso denunciar abusos e desrespeitos contra os trabalhadores e trabalhadoras Granjenses.
Defendemos pagamentos em dia e o pagamento da gratificação dos motoristas, pois são frutos de lutas das categorias ao longo dos anos.
O sindicato dos servidores públicos municipais de granja repudia qualquer ataque ao bem-estar do trabalhador e trabalhadora e reafirma seu compromisso com os servidores Granjenses.
Luiz F. C. Sousa (Presidente)

5 comentários:

Carlos Evanmar Moreira disse...

Mas a pobre Amanda é apenas uma marionete nas mãos do verdadeiro prefeito de Granja, Romeu. Os pobres funcionários granjenses vão ter que aguentar esse embusteiro por mais três anos , aí vai ser dado o troco ja a partir do próximo ano.

Carlos Evanmar Moreira disse...

Mas a pobre Amanda é apenas uma marionete nas mãos do verdadeiro prefeito de Granja, Romeu. Os pobres funcionários granjenses vão ter que aguentar esse embusteiro por mais três anos , aí vai ser dado o troco ja a partir do próximo ano.

Vitor Sousa disse...

E em relação aos 15minutos depois das 4 horas e um absurdo o q faremos e inconstitucional.

Vitor Sousa disse...

Esses 15 minutos q me refiro EDA educação investigue e nos ajude

Maximus disse...

Hà algo de podre no reino da Dinamarca.