domingo, 5 de novembro de 2017

ADOLESCENTE É SALVA APÓS QUASE SE AFOGAR EM CAMOCIM

Com lua cheia e ondas de 3,3m no fim da tarde, a maré neste sábado (04) estava no estado de "mantenha distância". 
Por volta das 19:45h, uma adolescente de 15 anos, moradora do Bairro Rodagem do Lago, estava no Píer Marcus Aguiar com amigos no módulo flutuante. Geralmente as pessoas visitam apenas a parte fixa do píer. O flutuante existe apenas para embarque e desembarque, sendo perigoso e escorregadio, principalmente com mar agitado.   
De alguma forma ela caiu no Rio Coreaú, sendo logo levada pela forte correnteza de vazante. Ao cair na água a garota começou a gritar por socorro, dizendo não saber nadar. Mais à frente ela foi resgatada por populares. Solicitado a comparecer ao local, o Bombeiro Civil Dario Rodrigues, que mora nas proximidades, disse que encontrou a vítima já fora da água, com respiração e batimentos cardíacos fracos. Analisou a situação como grau de afogamento nível 2 (de uma escala que vai até 6), aconselhando a imediata remoção para uma unidade hospitalar. 
A vítima então foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi estabilizada e liberada em seguida. Recentemente a Prefeitura de Camocim dispensou os Bombeiros Civis que trabalhavam no Píer Marcus Aguiar. Mesmo que isso não tivesse ocorrido, tais profissionais só trabalhavam até às 18 horas. O fato de ontem aconteceu às 19:45h. 
Sempre defendemos aqui a contratação, por concurso, de Bombeiros Civis para trabalhar em pontos turísticos como Píer, Ilha do Amor, Praia das Barreiras, Praia do Maceió, entre outros. Enquanto isso não é feito, placas de alertas deveriam ser colocadas em todos esses locais. Também já pedimos isso aqui e na Meio Norte 93,1 FM. 
Ainda sobre o quase afogamento, meios de comunicação tentaram, acredite, com interesses políticos, colocar o caso como tendo sido uma morte por afogamento. Para finalizar, parabenizamos os populares que tiraram a adolescente da água. O caso me fez lembrar de algo semelhante, quando resgatamos, eu e alguns amigos, na época de adolescência, com maré cheia, um cidadão que havia caído em frente ao Balneário Clube. Sobre o flutuante, fica o conselho para que ninguém brinque ou procure tirar fotos nele. O nome já diz: flutuante. 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:36h  

Nenhum comentário: