quarta-feira, 15 de novembro de 2017

OPERAÇÃO POLICIAL FRUSTRA FESTA SUSPEITA EM CAMOCIM

Um fato inusitado levou a Polícia Militar a entrar em ação na noite desta terça-feira (14) em Camocim. O anúncio de uma festa particular, com ampla divulgação em redes sociais, deixava claro que, além de um paredão, o evento teria drogas e prostituição.  
Diante de denúncias surgidas após a "propaganda", o Major Eduardo de Sousa montou uma operação com equipes da Força Tática de Apoio (FTA) e Ronda do Quarteirão. Chegando pessoalmente ao local, constatou que haveria a festa. 
No intuito de evitar que crimes fossem cometidos, ele ordenou que o evento não fosse realizado. De acordo com o Major Eduardo, após o restabelecimento da lei e da ordem no Lago Seco, graças ao número de blitze feitas nos finais de semana, tudo indica que alguns frequentadores estão migrando para ambientes fechados. Ainda segundo ele, é o que iria acontecer ontem. 
"Enquanto estiver à frente da Companhia, não permitirei esse tipo de evento na cidade. No caso em questão, a participação da população mais uma vez foi muito importante", disse o oficial.  
Postado por Tadeu Nogueira às 11:43h

2 comentários:

René disse...

Ele tinha um mandato? Nao que eu esteja a favor dos desordeiros. Pelo contrário. Sou a favor do sossego. Mas ele pode responder por abuso de autoridade.nao se pode corrigir um erro com outro erro.

Wro Oliveira disse...

E é por que não está defendendo kkkkkk