terça-feira, 26 de dezembro de 2017

MESMO APÓS ASFALTO DO GOVERNO, BITUPITÁ SEGUE "ISOLADA" PELA PREFEITURA

Inaugurada em dezembro de 2015 pelo Governo do Estado, a pavimentação asfáltica da CE-187,  que liga a sede de Barroquinha à Praia de Bitupitá, foi a realização de um sonho de décadas das comunidades da região. Comodidade e segurança passaram a fazer parte do transporte de pessoas e mercadorias. Orçada em R$ 12,39 milhões, com investimentos do Tesouro Estadual, o trecho contemplado tem 27,7 km de extensão.  
A tão sonhada obra teria tudo para alavancar de vez o turismo da lindíssima Praia de Bitupitá, dotada de um imenso parque de dunas e cartões-postais como o Pontal de Bitupitá e Praia das Curimãs. E por que teria? 
É simples. O Governo do Estado fez a parte mais difícil ao asfaltar a antes quase intrafegável estrada. O passo seguinte deveria ter sido dado pela Prefeitura de Barroquinha. Isso poderia ter sido feito com ampla divulgação e com ações de fomento ao turismo, além de iniciativas básicas como placas indicativas. Nada disso foi feito. 
Como mostra a foto ao lado, onde aparece a rotatória que dá acesso a Bitupitá, nem mesmo um simples outdoor existe para divulgar uma das praias mais lindas do Ceará. 
"O governo nos deu um benefício e tanto, mas mesmo após 2 anos, nada mudou em termos de turismo. Não há incentivo municipal para construção de pousadas e as barracas seguem dependendo das festas religiosas e do carnaval", disse um morador de Bitupitá.  Ainda segundo o morador, a localidade segue sendo lembrada apenas quando algum candidato a prefeito quer escolher seu vice. Tradicionalmente, por ser o distrito mais populoso, todo candidato a vice-prefeito sai de Bitupitá.  
Postado por Tadeu Nogueira às 11:10h
Foto: Tadeu Nogueira 

Um comentário:

mamadoechapado disse...

Tadeu, achei ridículo o indivíduo Rildo Veras postar uma resposta aos seus comentários. O sujeito tenta de todas maneiras desqualificar seu comentário sem,no entanto, explicar porra nenhuma. Advogado feito em Parnaíba na PP, pagou passou.