quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

PROFESSOR E ESCRITOR CARLOS D'ALGE MORRE AOS 87 ANOS

Vítima de complicações do Alzheimer, morreu, nessa noite de quarta-feira (20), em Fortaleza, aos 87 anos, o escritor e professor universitário aposentado Carlos Neves d’Alge. Seu corpo está sendo velado na Funerária Ternura, onde, às 15 horas, será celebrada a missa de corpo presente. O enterro, segundo familiares, ocorrerá às 16:30h, no Cemitério Parque da Paz.
Carlos d’Alge, de origem portuguesa, vivia no Brasil desde os seis anos de idade. Era também membro da Academia Cearense de Letras. Autor de 12 livros editados. Seus contos apareceram em jornais, revistas e antologias, como O Talento Cearense em Contos, com a narrativa Breve Ensaio Sobre a Solidão, e no volume A Mulher de Passagem, de 1993. 
Ficou conhecido não apenas no campo da literatura. Carlos d’Alge foi ainda apresentador e mediador do programa Debates do Povo, na antiga Rádio AM do Povo, hoje Rádio O Povo/CBN. Comandava a atração de maior audiência no rádio fortalezense nos anos de 1980, que contava com os comentários dos jornalistas Adísia Sá, Francisco Auto Filho e Themístocles de Castro e Silva (já falecido.
Lá vou eu: Era através de um Radio Mitsubishi, de cor preta, com capa de couro, comprado por meu pai a meu pedido, especialmente para escutar esse programa, que eu parava tudo que estava fazendo às 12:00h, de segunda a sexta. Ainda lembro de alguns temas debatidos e mediados pelo Professor Carlos d'Alge. Nunca vi mediador igual. E olha que ele comandava feras como Adísia e o sempre polêmico Themístocles. De minhas boas lembranças de adolescente, essa está entre as mais nostálgicas. Entre um freguês e outro na bodega de meu pai, tive o privilégio raro de escutar o Professor. Que ele esteja na luz. O programa era retransmitido pela Pinto Martins AM. Meus sinceros pêsames aos familiares. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:48h
Com informações do Blog do Eliomar  

Nenhum comentário: