quinta-feira, 26 de abril de 2018

GRANJA: GALINHA DE PLÁSTICO CAUSA SUSPENSÃO DE SESSÃO DA CÂMARA

O Presidente da Câmara de Granja, José Theméstocle, conhecido como "Derim", protagonizou uma situação que vem se transformando em piada na imprensa estadual. 
Na manhã desta quarta-feira (25), com Granja alagada, necessitando, entre outras coisas, de atenção máxima por parte do legislativo, o chefe do poder "botou o pé na parede" e disse, em alto e bom som, no microfone, sem nenhuma justificativa, que só iniciaria a sessão quando uma galinha de plástico, de menos de 30 centímetros, fosse retirada do recinto. 
A galinha, chamada carinhosamente de Fiorela, de propriedade do cidadão David Rodrigues, uma espécie de símbolo de protesto contra desmandos da administração municipal, estava sentada (foto), atenta à sessão, sem dar um pio. Os 12 vereadores, todos da situação, concordaram com o Presidente "Derim". Única representante da oposição, a Vereadora Paloma discordou e ficou impressionada com a atitude.  
"Eu fui à sessão preocupada com nossa gente, com as famílias que estão sem casa por conta das inundações, levando projetos que possam minimizar esse sofrimento, daí me deparo com o travamento da única sessão da semana porque a bancada da situação se incomoda com a presença de uma galinha de plástico. A cidade será motivo de chacota estado afora", disse Paloma. 
E ela não errou. O fato logo foi repercutido nas redes sociais, tomando lugar em emissoras de rádio como a Tupinambá de Sobral e Band News de Fortaleza. 
Mesmo sem nada na lei impedindo que uma galinha de plástico frequente uma sessão legislativa, o Presidente "Derim" acionou a Polícia Militar, que por sua vez não sabia o que fazer, já que não havia uma infração. O caso foi parar no Fórum da cidade. Até o Promotor foi acionado. Enquanto isso, a sessão ficou suspensa. Ela só foi retomada após uma decisão do dono da Fiorela, David Rodrigues. 
"Tive o bom senso de retirar Fiorela pensando que, sem sessão, seria bem pior para meus irmãos Granjenses que pagam caro para que tais vereadores se reúnam uma vez por semana apenas, para decidir sobre o melhor para a cidade, coisa que eles não levaram em conta ao decidir parar os trabalhos por conta de uma galinha", disse David. 
Enfim, se a intenção da bancada da situação era evitar que Fiorela ficasse conhecida, o tiro, e dos grandes, saiu pela culatra. Fiorela viralizou. 
Postado por Tadeu Nogueira às 08:52h

Um comentário:

mamadoechapado disse...

Mas tinha quer ser mesmo de um analfabeto de Granja essa ridícula atitude de moleque chorão.