quarta-feira, 4 de abril de 2018

MP CONSIDERA PROPAGANDA ANTECIPADA OUTDOOR DE BOLSONARO EM CAMOCIM

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Promotor de Justiça, Evânio Pereira de Matos, titular da 2° Promotoria Pública de Camocim, considerou "propaganda eleitoral antecipada explícita" um outdoor do pré-candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, instalado na entrada de Camocim, em fevereiro último, por um grupo liderado pelo Vereador Erasmo Gomes (PR), líder da oposição na Câmara de Camocim, por indicação do ex-prefeito Chico Vaulino e cabo eleitoral do pré-candidato a deputado estadual, Romeu Arruda, de Granja.
O representante legal do MP também  considerou propaganda antecipada, a distribuição de adesivos com nome e foto de Bolsonaro. Recentemente a cidade testemunhou um adesivaço em plena beira-mar, com direito até a uma música de campanha direcionada a Camocim.
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) será informado através de representação formal enviada pelo MP.
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende tornar mais rigoroso o entendimento sobre os atos de propaganda eleitoral antecipada nas eleições de 2018. 

Postado por Tadeu Nogueira às 09:29h
Com informações  e foto do Camocim Portal de Notícias

2 comentários:

cAMOcim disse...

Bem que o Ministério Público Estadual (MPE) poderia investigar a formação de cartel dos postos de combustíveis em Camocim!

Edvaldo Araujo Araujo disse...

Olhem só até onde eu entendo talvez por que eu entendo tao pouco, para ser propaganda politica não teria que ter um numero e uma sigla de um partido se eu conheço esse "cartaz" ele não tem nem numero nem sigla