quarta-feira, 20 de junho de 2018

CONSÓRCIO DE SAÚDE DEU CALOTE ATÉ NA EMPRESA DE AR-CONDICIONADO

A empresa responsável pela manutenção preventiva e corretiva dos aparelhos de ar-condicionado das Unidades de Pronto Atendimento 24 Horas de Camocim e Granja, está sem receber pelo serviço desde setembro de 2017 (UPA de Granja) e fevereiro deste ano (UPA de Camocim). 
A dívida, mais uma, é de responsabilidade do Consórcio Público de Saúde, presidido pelo Prefeito de Martinópole, Júnior Fontenele.  
Segundo a empresa de ar-condicionado, além de não pagar pelo serviço por todos esses meses, o Consórcio de Saúde determinou o rompimento do contrato. E para fechar a moeda, até equipamentos da empresa, como escada, bomba de vácuo, e outros mais, que ficavam guardados em uma sala na UPA de Granja, sumiram. 
O prejuízo soma-se ao dos vigilantes do Ceo Regional e Policlínica, que não recebem desde abril, de servidores das duas Upa's, que ainda estão sem receber suas rescisões e de muitas outras "vítimas" do já afundado Consórcio de Saúde.    
Postado por Tadeu Nogueira às 12:22h

Nenhum comentário: