terça-feira, 12 de junho de 2018

MAIS CALOTE? CONSÓRCIO NÃO PAGA VIGILANTES DO CEO E POLICLÍNICA DESDE ABRIL

O Prefeito de Martinópole, Júnior Fontenele, desde que assumiu a presidência do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim (CPSMCAM), vem deixando sua marca de mau pagador. 
Essa é a opinião da estrondosa maioria dos fornecedores e servidores da instituição, chefiada, na verdade, por seu patrão, o "Dono da Granja". Fontenele só assina, afinal, todo canhão tem que ter sua bucha.  
Além do calote dado em servidores das Unidades de Pronto Atendimento de Camocim e Granja, tanto que a Justiça Trabalhista já foi acionada, o Consórcio de Saúde segue sem pagar, desde abril deste ano, os salários dos vigilantes do CEO Regional e Policlínica de Camocim.  
Para piorar, principalmente no tocante à situação dos vigilantes, o Consórcio de Saúde, mesmo devendo, solicitou rompimento de contrato, ou seja, tem cheiro de mais um calote no ar. Enquanto isso, vigilantes e seus familiares estão passando dificuldades, sobretudo aqueles que precisam pagar aluguel. 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:58h

2 comentários:

jumento transão disse...

Os salários dos servidores da Saúde também está em dívida!

eliane m p souza disse...

Esta com três meses que os vigilantes não recebem salários.
E o consórcio não dar explicações.
Falta de respeito