quinta-feira, 7 de junho de 2018

RETALIAÇÃO: SERVIDORES DA UPA DE GRANJA ACIONAM JUSTIÇA E SÃO DEMITIDOS

Já está mais que consumado o calote do Consórcio Público de Saúde contra servidores das UPA's de Camocim e Granja. 
A informação chegou a ser contestada pelo Presidente Júnior Fontenele e Vereador Juliano Cruz (PSD). Também já está provado que ambos mentiram. O calote é fato. E mais uma prova disso ocorreu no início desta semana. 
Servidores da UPA de Granja, cansados de esperar pelos seus direitos, referentes à demissão, acionaram a Justiça do Trabalho. Cerca de metade dos prejudicados, readmitidos na UPA de Granja, dessa vez  por meio de uma cooperativa, assinaram a ação.  
Segundo uma fonte do blog, a resposta veio rápida, não em forma de dinheiro, mas de ameaça. O "Dono da Granja" teria enviado a seguinte mensagem: Quem tiver entrado com processo, retira, volta a trabalhar ou será demitido imediatamente.
No caso, demitidos novamente. O recado foi dado durante uma reunião convocada às pressas com o grupo que acionou a justiça. Até onde se sabe, ninguém teria desistido da ação. Vale lembrar que quase todos os demitidos foram indicados pelo próprio "Dono da Granja", que agora mostra o "cinturão para quem come do seu pirão". 
A demissão em massa, como retaliação, vingança até, teria gerado uma onda de revolta entre os que seguem lutando para receber o que o Consórcio Público, comandado pelo "Dono da Granja", se nega a pagar. 
Entre os revoltados estaria um grupo da cota de indicados do Ex-Prefeito Chico Vaulino. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:12h

2 comentários:

Carlos Evanmar Moreira disse...

Porque o blogueiro desequilibrado não divulga isso? Ora! porque seus donos não permitem.

Andreluis disse...

Isso não acontece só na ária da saúde não,também acontece na ária da educação .