sexta-feira, 20 de julho de 2018

EX-SERVIDORES DA UPA DE CAMOCIM X CONSÓRCIO DE SAÚDE

Os três primeiros dias do próximo mês de agosto marcarão o início da batalha de um grupo de ex-servidores da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas de Camocim contra o Consórcio de Saúde de Camocim, presidido pelo Prefeito de Martinópole, Júnior Fontenele. 
O grupo acionou a justiça trabalhista após esperar e cobrar por vários meses, sem sucesso, o pagamento de seus direitos, após serem demitidos. 
Até abril deste ano, a UPA de Camocim estava sob a gestão do Consórcio de Saúde. A partir de maio ela passou a ser administrada pela Prefeitura de Camocim. 
O Consórcio de Saúde deixou a UPA de Camocim com inúmeras dívidas não pagas, entre elas, até mesmo contas de água, luz e telefone. As audiências acontecerão na Vara do Trabalho de Tianguá. Servidores igualmente demitidos da UPA de Granja também acionaram o Consórcio de Saúde. 
Diante da nítida falência do Consórcio de Saúde, todos os prejudicados, incluindo servidores e fornecedores, temem não receber os valores pendentes. O Governo do Estado, que detém a maior participação como ente consorciado, já está ciente do caos provocado pela gestão do Presidente Júnior Fontenele, que segue negando ter tais dívidas. 
Postado por Tadeu Nogueira às 09:15h

Nenhum comentário: