segunda-feira, 13 de agosto de 2018

BICICLETAS COMPARTILHADAS EM CAMOCIM! QUEM SE HABILITA?

Nos idos de 1980, Camocim contava com um serviço de locação de bicicletas. Pagando uma quantia irrisória, o usuário, que geralmente estava visitando a cidade, saía pedalando pelo tempo contratado.  
As bicicletas eram locadas na Praça Pinto Martins, de "quina" com a Padaria do T.Melo. Vale lembrar que, à época, o asfalto só existia na "pista", como é chamada até hoje, pelos mais antigos, é claro, a Rua Dr. João Thomé. 
Mais de 30 anos depois, com o asfalto cada vez mais presente, não apenas a locação, mas o compartilhamento de bicicletas mostra-se viável. 
Assim como ocorre em Fortaleza há 4 anos, com o Bicicletar, projeto da prefeitura, operado por uma empresa especializada, com apoio da Unimed, o compartilhamento em Camocim, cidade com grande apelo turístico, se adaptaria facilmente ao galopante sucesso do segmento. Até imagino hóspedes de hotéis e pousadas passeando pela orla.  
Voltando 30 anos novamente, ressalto que boa parte dos que alugavam as bicicletas, faziam isso com a intenção de conhecer as belezas de Camocim, que sempre existiram, mas não tinham tanta visibilidade como atualmente.  
Vale lembrar que o meio de transporte é seguro, rápido e não polui o meio ambiente. Então, que empresa se habilita para, em parceria ou não com o poder público, ser pioneira na implantação desse saudável serviço em Camocim? Deixo compartilhada a sugestão. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:21h

4 comentários:

Cassiano disse...

Só um detalhe. Antes de se pensar no assunto, observo a alguns anos que Camocim já deveria ter suas ciclofaixas. Não sabe como? Vai ali em Cruz ou Sobral e pega as ideias. Já passou da hora...

Edson Nunes disse...

Interessante sugestão! A ideia funciona muito bem em Fortaleza e aqui no Rio de Janeiro também como hoje mesmo fiz um passeio com o App bike rio! Custando apenas 5 reais o preço da diária de uma bike! Mas como falou mesmo no texto acima as pessoas que alugaram as bicicletas há 3 décadas atrás tinham a intenção de passear e conhece a Cidade! Se não tive ruma boa fiscalização e segurança essas bicicletas logo virarão peças de desmancha por alguns meliantes mal intencionados q são minoria mas ainda assim existem na cidade!

Mazegomes Silva disse...

Sugestão dada e bem recebida por mim! Ainda tenho a minha bicicleta e atualmente pedalo como atividade física e também para contemplar a orla de nossa linda cidade.Infelizmente não sou empresária, se fosse agorinha implantará o BIKECIM!

Edson Nunes disse...

Gostei do nome BIKECIM