quarta-feira, 1 de agosto de 2018

CAMILO FAZ "ECONOMIA DE PALITOS" EM CAMOCIM

Enquanto a Polícia Militar se desdobra no combate ao crime em Camocim, a Delegacia Regional de Polícia Civil, que funciona em um prédio insalubre, continua sem delegado plantonista, prejudicando assim o procedimento em relação às prisões de maior poder ofensivo. 
Passou das 17 horas, os flagrantes de tráfico, homicídio e outros crimes graves precisam ser feitos em cidades como Sobral ou Jijoca, onde há plantão. 
Para que seja feita uma autuação em Sobral, por exemplo, a viatura precisa rodar 240km (ida e volta), gastando com combustível e correndo o risco natural de uma viagem noturna, sem falar na tensão por estar transportando o acusado de um crime. Como se não bastasse, a cidade perde, por várias horas, uma viatura e 4 policiais que poderiam estar nas ruas. Muitos desses policiais perdem horas de suas folgas por conta dos deslocamentos.  
O Governo do Estado segue ignorando o problema e errando nas escolhas. Não que Jijoca desmereça uma delegacia plantonista, mas se levarmos em conta que sua população não chega a 17 mil pessoas, contra quase 63 mil de Camocim, que pelo menos fosse explicado o critério adotado para dotar apenas uma dessas delegacias com plantonistas. 
Somente em julho deste ano, quase 100 pessoas foram presas por tráfico em Camocim. Dessas, várias tiveram que viajar até Sobral ou Jijoca para serem autuadas. 
Ou seja, o Governador Camilo está fazendo uma "economia de palitos" e colocando vidas em risco.  
Postado por Tadeu Nogueira às 11:46h

3 comentários:

Viviane disse...

O que esse governador está esperando que aconteça? Uma carnificina em uma delegacia para 65 presidiários que atualmente abriga quase 300?

Anônimo disse...

EXCELENTE MATERIA MEU CARO,É DISSO QUE PRECISAMOS MAIS COBRANÇAS REAIS DQ MIMIMI OU FAVORECIMENTO A UNS E OUTROS,A CIDADE É PEQUENA TINHAMOS CONDIÇAO DE TER CONTROLE TOTAL E SEU SITE É MT IMPORTANTE EM RELAÇAO A ISSO,PARABENS E BOLA PRA FRENTE.

Carlos Augusto Trévia disse...

Se esse governador for reeleito, com certeza o governo federal decretará intervenção na segurança pública do Estado do Ceará.