quarta-feira, 1 de agosto de 2018

CAMOCIM FECHA JULHO COM QUASE 100 PESSOAS PRESAS POR TRÁFICO

Com o número recorde de 98 pessoas presas por tráfico até a manhã desta terça-feira (31), segundo fontes do blog, Camocim mostra ter sentido o impacto do reforço das forças de segurança do município, principalmente do recém-implantado Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).  
O número cada vez maior de prisões tem refletido na população carcerária. A Cadeia Pública está atualmente superlotada, com mais de 260 presos, sendo 212 somente no regime fechado. A unidade, cuja interdição já foi requisitada pela sua direção, tem capacidade para apenas 67 detentos.   
Um mutirão carcerário, promovido pelo Poder Judiciário, teve início esta semana com o objetivo de rever processos, principalmente de presos provisórios, visando minimizar a superlotação.  
Na semana passada, em apenas um dia, a Polícia Militar prendeu 5 pessoas acusadas de comercializar drogas como maconha, crack e cocaína. 
Aliado ao BPRaio, que tem à frente o Tenente Jonas Santos, o comandante da 3ºCIA/3ºBPM, Major Eduardo de Sousa, intensificou as ações policiais, apertando o cerco contra a criminalidade. A parceria tem se estendido também à Polícia Civil e Secretaria Municipal da Segurança, Trânsito e Defesa Civil.  
Ao que tudo indica, seguindo nesse ritmo, é possível que agosto não fique atrás de julho quanto ao número de prisões. "Muito desse êxito devemos à população, que vem colaborando intensamente com denúncias anônimas por meio de nossos contatos", disse o Major Eduardo de Sousa. Disque-Denúncia do Raio: (88) 9 9476-8018 (whatsapp) / Disque-Denúncia da 3ªCIA/3ºBPM: (88) 99910-3160 (whatsapp). 
Postado por Tadeu Nogueira às 09:52h

3 comentários:

Flor de liz Gadelha disse...

Nossa impressionamte depois q o raio chegou na cidade,a quantidade de boca q fechou.

Nada a ver disse...

Prendendo os traficantes tá certo. mas estão fazendo Vista grossa para os jogos de azar que tem no mercado dados e aqueles bilhetinhos que as moças andam vendendo

Carlos Evanmar Moreira disse...

Nada a ver! fala sério, qual o mal que faz? pelo menos no bilhetinho vc pode ganhar enquanto que na droga só tem a perder