quinta-feira, 6 de setembro de 2018

CAMOCIM: PARTES DA TORRE DA OI CAEM E RISCO DE TRAGÉDIA É IMINENTE

Comerciantes e moradores do centro de Camocim, mais precisamente do quarteirão que abriga, há várias décadas, uma torre da operadora Oi, que já foi das extintas Teleceará e Telemar, estão sem dormir. 
O motivo tem 60 metros de altura e sinais claros de total abandono. 
Sem a devida manutenção por parte da empresa Oi, a velha torre, tomada de ferrugem, está lançando ao solo equipamentos que foram atrelados a ela no decorrer dos anos, como imensas antenas, por exemplo. 
Essas antenas já atingiram por 3 vezes o telhado de uma livraria, provocando pânico entre clientes e funcionários. 
A proprietária, que mora ao lado, disse que já está fazendo uso de medicamentos, tamanho o stress que o problema tem causado. A Oi, segundo ela, nada responde. 
"Procurei o MP, que disse que eu deveria buscar ajuda da Defensoria Pública. Já a Defensoria Pública me jogou de volta para o MP, que por sua vez disse que eu tentasse ajuda pelo Decon. O problema maior não é apenas o risco de dano material. Se uma peça dessa acertar alguém, é morte na certa. Sem falar que ela pode tombar. Estou sem saber a quem apelar", disse a proprietária da livraria. Ainda segundo ela, funcionários da Oi disseram que a torre estaria condenada. Ou seja, o risco de uma tragédia é iminente. O aviso foi dado.  
Postado por Tadeu Nogueira às 11:05h
Foto: Tadeu Nogueira 

Nenhum comentário: