quarta-feira, 19 de setembro de 2018

COMERCIANTES DENUNCIAM ABANDONO DO MERCADO PÚBLICO DE GRANJA

"ESTÁ PRA CAIR POR CIMA 
DA GENTE", DIZ MAGAREFE
Construído durante a gestão de Eliezer Arruda, ainda na metade dos anos 1980, tendo recebido uma pequena reforma em 2012, durante a administração de Hélio Fontenele, o Centro Comercial Inah Arruda, que abriga o Mercado Público de Granja, encontra-se em petição de miséria. 
Começando pela fachada (foto), o prédio parecer estar "agonizando".  
Em um vídeo produzido pelo Designer Gráfico David Rodrigues, que já acumula mais de 15 mil visualizações em sua página pessoal no Facebook, comerciantes desabafam e mostram sua decepção, revolta e falta de esperança diante do descaso e omissão por parte da Prefeitura Municipal. 
As imagens, que falam por si, mostram um local insalubre, tomado por lixo, com graves problemas em sua edificação. 
As cenas nada lembram a tal "cidade modelo" apresentada pela administração nas redes sociais. O mercado nunca foi mostrado no Facebook. Pelo menos até agora.   
"Quando assumiu em 2013, Romeu prometeu revolucionar Granja, mas esqueceu de dizer que isso só de aplicaria ao carnaval e festival de quadrilhas. Ele simplesmente deixou de lado atos essenciais, como construir uma rodoviária e reformar o mercado da cidade", disse um morador. 
"Falta mais estrutura e respeito com as pessoas que trabalham e frequentam o mercado", diz no vídeo o comerciante José Coutinho. Ainda segundo ele, falta asseio e a fiscalização é precária. 
"As bancas estão todas sujas, horríveis. É sujeira demais. O mercado é imundo. De manhã é catinga demais. As paredes do banheiro são uma imundície. O mercado está para cair em cima da gente", disse Evandro Mendes (Biluca), magarefe. 
Confira abaixo a reportagem em vídeo. Veja mais fotos AQUI
Postado por Tadeu Nogueira às 14:41h
Fotos: David Rodrigues

Nenhum comentário: