quinta-feira, 15 de novembro de 2018

CONFIRA QUANTOS MÉDICOS CUBANOS DEIXARÃO CAMOCIM E REGIÃO

Com o anúncio da saída de Cuba do programa social Mais Médicos no Brasil, o Ceará deve perder 448 profissionais que, hoje, atuam em 118 municípios. 
O efetivo representa 36% dos médicos atuando pelo Programa no Estado. A decisão de sair do País foi anunciada pelo governo cubano, nesta quarta-feira (14), após declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro, que anunciou mudanças "inaceitáveis no projeto do governo”.
Não é aceitável que se questione a dignidade, o profissionalismo e o altruísmo dos colaboradores cubanos que, com o apoio de suas famílias, prestam serviços atualmente em 67 países”, disse a diretora da Organização Panamericana da Saúde (OPS).
Ainda segundo o governo cubano, em cinco anos de trabalho no programa brasileiro, cerca de 20 mil médicos atenderam a 113.539 milhões de pacientes em mais de 3,6 mil municípios, chegando a compor 80% do contingente do Mais Médicos. 
De acordo com o Ministério da Saúde do Brasil, será convocado um edital para médicos que queiram ocupar as vagas a ser deixadas pelos profissionais cubanos. Das 18.240 vagas do programa, 8.332 são ocupadas por médicos cubanos. 
Confira as perdas na região de Camocim: Granja (11) Camocim (08) – Uruoca (06) - Barroquinha (02) – Coreaú (02) - Chaval (01) – Martinópole (01).
Postado por Tadeu Nogueira às 10:21h
Com informações adicionais do DN

Nenhum comentário: