terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TRAGÉDIA EM MILAGRES: CAMILO ADMITE QUE FOI INFELIZ AO FALAR DOS REFÉNS

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), admitiu em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 10, que foi infeliz em sua fala sobre os reféns mortos durante troca de tiros entre policiais e suspeitos de tentar atacar agências bancárias em Milagres, no Cariri. 
Poucas horas após o fato, quando questionado sobre o caso, o governador respondeu que não sabia da existência de reféns e que era “estranho um refém de madrugada num banco”.
“O fato é que estavam preparados para assaltar dois bancos e não assaltaram nenhum”, disse também o governador na sexta-feira. 
Ele explicou que, no momento em que foi questionado, não tinha conhecimento sobre a identificação dos corpos, portanto não sabia das informações sobre as mortes de inocentes. Camilo disse também que sua primeira declaração foi “mal interpretada” pela mídia. O governador afirmou que pediu desculpas às famílias, reiterou solidariedade com as vítimas e defendeu a posição de “respeito com pessoas e com a vida”. 
Camilo informou que 12 policiais envolvidos na ação já foram afastados de suas atividades externas e vão passar a atuar em processos administrativos até o fim das investigações sobre o caso. 
Lá vou eu: Ou seja, o homem que manda no estado não tinha ainda sido informado da real situação pelos seu subordinados daquilo que a imprensa já sabia. E se não sabia dos fatos, não deveria ter comentado. É básico isso. 
Postado por Tadeu Nogueira às 07:47h
Com informações do Jornal O Povo

Nenhum comentário: