sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

AINDA SEM A DE CAMOCIM NA LISTA, CAMILO FECHA 27 CADEIAS

O Governo do Estado interditou 27 das 119 cadeias públicas do Estado. Elas foram fechadas e deverão ser desativadas.
O número total de presos transferidos ainda está sendo contabilizado pela secretaria. Cerca de 1.000 presos foram realocados em diversas unidades prisionais.  
O processo de desativação das cadeias públicas já havia sido iniciado no ano passado, mas foi intensificado neste mês. 
O Jornal O Povo apurou com fontes da administração estadual que a expectativa é fechar 80 cadeias públicas no total. Os presos transferidos e suas famílias deverão receber apoio jurídico e psicossocial.  
Também apurou que entre as cadeias fechadas estão algumas unidades de grande porte como a Cigana (Caucaia). Na lista constam ainda Acaraú, Bela Cruz, Itapajé, Itarema, Jijoca de Jericoacoara, Morrinhos, Paracuru, Pentecoste, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Paracuru.
As unidades foram fechadas por questão de segurança, uma vez que "não tinham estrutura de cadeia".
Ausente na lista das 27 primeiras, a superlotada Cadeia de Camocim, com quase 300 presos, segundo uma fonte do Camocim Online, poderá ser incluída na próxima relação das unidades prisionais a serem fechadas.    
A ideia do Governo do Estado é construir 14 presídios regionais para substituir as cadeias existentes. A primeira unidade regional, em Horizonte, está em fase de finalização.
Postado por Tadeu Nogueira às 09:55h
Com informações do Jornal O Povo

Nenhum comentário: