quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

AUSÊNCIA SENTIDA

Enquanto a licitação, iniciada no dia 9 de janeiro, visando a contratação da empresa que fará a coleta de lixo de Camocim em 2019, não é concluída, a cidade vem sofrendo com o serviço precário que está sendo feito de forma emergencial. 
Camocim, por ter um grande apelo turístico, o que significa aumento da sua população nos finais de semana e feriadões, requer uma atenção especial nessa área. 
O lixo vem se acumulando em diversos bairros, inclusive no centro, setor que abrange a orla marítima, principal corredor turístico do município. 
Como agravante, é sabido que a demora na coleta é um incentivo a mais para demonstrações de falta de educação. Há casos, por exemplo, de sacos de lixo que são rasgados e os dejetos jogados no meio da rua. Esse lixo acabando entupindo os bueiros durante as chuvas, prejudicando assim a drenagem. Agora imagine ele acumulado. 
Por tudo isso e mais alguma coisa, é preciso que a prefeita Monica Aguiar busque agilizar o início de uma coleta digna da importância de Camocim, seus munícipes e turistas. 
O tempo urge, prefeita.  
Postado por Tadeu Nogueira às 15:12h

Um comentário:

Paz disse...

Aqui em Granja mais precisamente na rua Ceará levaram os tambores é a te hoje ñ colocaram mais .