terça-feira, 26 de março de 2019

ODE À DITADURA: BOLSONARO ORDENA COMEMORAR GOLPE MILITAR DE 64

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) orientou os quartéis a comemorarem no próximo dia 31 de março o golpe militar de 1964. 
Neste dia, há 55 anos, foi desencadeada a rebelião militar que derrubou o governo João Goulart e iniciou o regime ditatorial que durou 21 anos. Generais da reserva que integram o primeiro escalão do Executivo, porém, pedem cautela no tom para evitar ruídos desnecessários diante do clima político acirrado e dos riscos de polêmicas em meio aos debates da reforma da Previdência.
O período ficou marcado pela morte e tortura de dezenas de militantes políticos que se opuseram ao regime.
Lá vou eu: para um presidente que idolatra torturadores, a comemoração de tal data era esperada. Há quem diga que vem por aí o feriado alusivo ao Dia da Milícia. 
Postado por Tadeu Nogueira às 07:51h
Com informações da Veja

Um comentário:

Zé Maria disse...

3 meses de incertezas em nosso país, estão brigando entre eles mesmo da base do governo, como vai da certo uma administração dessa .