terça-feira, 23 de abril de 2019

CONSÓRCIO DE SAÚDE DE CAMOCIM SERÁ AUDITADO PELO TCE E CGU

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) vai auditar o consórcio regional de saúde de Camocim, formado também pelos municípios de Barroquinha, Chaval, Granja e Martinópole. 
De acordo com a Corte, apenas em 2017, esse consórcio contou com orçamento de R$ 21 milhões, o maior entre as 21 entidades atuantes hoje no Ceará.
Líder no volume de verba, o consórcio de Camocim é alvo de disputa política entre os deputados estaduais Sérgio Aguiar (PDT), autor do pedido de investigação, e Romeu Arruda, também do PDT. Ambos integram a base do governador Camilo Santana (PT).
Hoje, o comando do consórcio está a cargo da Prefeitura de Granja, sob a gestão de Amanda Arruda (sobrinha de Romeu). 
Secretário de Controle Externo do TCE, Raimir Holanda afirmou que uma comissão de até três auditores fiscais irá cuidar dos trabalhos de fiscalização, que terão auxílio de profissionais da Controladoria-Geral da União (CGU) no Estado.
"Estamos montando uma comissão para atender essa solicitação da AL, que é nossa prioridade", disse. Holanda acrescenta que o prazo de finalização da apuração será definido posteriormente e que, por enquanto, o foco é apenas Camocim.
Postado por Tadeu Nogueira às 10:28h
Com informações do Jornal O Povo

3 comentários:

Zé Maria disse...

Esperamos que tenha punição e mude os critérios de colocar os funcionários como.selecoes acompanhado pela Secretaria de Saúde do Estado ,e so o necessário, e tenha mais especializacőes para atender a população.

Zé Maria disse...

Os criterios tinha que ser bem rígidos, fiscalizados pela Secretaria de Saúde do Estado .

ze minhoca disse...

ai vai muita gente em rosa kkk a FEDERAL CHEGA primeiro