quinta-feira, 4 de abril de 2019

CONSÓRCIO DE SAÚDE: EMPRESA DE VIGILÂNCIA COBRA CALOTE NA JUSTIÇA

Uma dívida sempre negada pelo Presidente do Consórcio de Saúde de Camocim, Júnior Fontenele, após virar calote, agora se transforma em ação judicial. 
A ação foi protocolada pela Acesso Segurança Privada na última segunda-feira (01), no Fórum Alcimor Aguiar Rocha. 
O valor do calote dado pelo Presidente Júnior Fontenele é de R$ 176.536,81. 
Os números incluem repasses não pagos à empresa, para pagamento dos salários e direitos dos vigilantes que atuavam na Policlínica e Ceo Regional.
Postado por Tadeu Nogueira às 12:12h

2 comentários:

Zé Maria disse...

Administração desastrosa ,tinha que Governo moralizar, fazer uma seleção para os profissionais de Saúde como : enfermeiros, fisioterapeutas muitos indosoa precisando, e outros profissionais da área técnica, e colocar só o necessário de acordo com o dinheiro que entra no consórcio, e ter um objetivo de atingir uma meta ,única solução .

Zé Maria disse...

Com nova Presidente será que vai mudar alguma coisa ,com o mesmo comando político mandando e desmandando , e o inchasso de funcionários,como vai ser o objetivo de bater uma meta de atendimentos, vamos espera para ver .