quarta-feira, 22 de maio de 2019

NEM ELE VAI

O presidente Jair Bolsonaro decidiu não participar das manifestações marcadas para o próximo domingo, 26, em defesa do governo e orientou seus ministros a também não comparecerem, afirmou nesta terça-feira, 21, o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros.
O presidente inicialmente chegou a considerar comparecer ao ato, que está sendo organizado por apoiadores para se contrapor às manifestações do último dia 15 contra o bloqueio nos recursos para a Educação.
Os filhos do presidente, especialmente o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), têm defendido as manifestações. Mas o ato, que surgiu de grupos de apoiadores nas redes sociais, tem causado divergência dentro do próprio partido de Bolsonaro, o PSL.
O presidente da sigla, deputado Luciano Bivar (PE), afirmou que não vê sentido nas manifestações, mesmo achando que qualquer ato popular é “válido”. A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), disse não ser contra o ato, mas defendeu a posição de que parlamentares não devem participar, enquanto o líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), disse que estará na Avenida Paulista, no domingo, “como cidadão”.
Lá vou eu: Bolsonaro consegue piorar o que já anda péssimo. Só falta ele anunciar uma visita à Disney no dia do ato. 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:25h
Com informações da Veja 

Um comentário:

Daniel Arrais disse...

Ele não precisa ir.
Isso só dá mais legitimidade ao ato que é do povo, dos eleitores.
Evita também a narrativa de que o Presidente esta usando a população contra o congresso.