segunda-feira, 3 de junho de 2019

A CAMOCIM O QUE É DE CAMOCIM

O Prefeito de Jijoca, Lindbergh Martins, mostra-se decidido na luta por conseguir que apenas empresas locais fechem pacotes com turistas de Jeri. 
Sua atitude levantou uma bandeira importante, a da autoproteção territorial. 
E essa bandeira parece estar abrindo os olhos da Prefeita de Camocim. 
Enquanto Lindbergh protege as empresas de seu lugar e, sem entrar no mérito, ele tem suas razões, chegou a hora de Monica combater, com razão de sobra, os usurpadores do nome e imagem de Camocim.  
A venda, descarada, através de textos, vídeos, fotos e presencialmente, de pontos turísticos Camocinenses, como sendo de Jeri, vem prejudicado Camocim há vários anos. Já chegou ao ponto desses locais serem vendidos como sendo do "litoral oeste" de Jeri.  Nunca foi. Nunca será. As belezas localizadas em Guriú e Tatajuba fazem parte do "litoral leste" de Camocim. A questão poderia ser resolvida facilmente. 
Bastaria que, as empresas que usam desse maléfico artifício, passassem a oferecer os passeios, informando que 80% do roteiro fica em território Camocinense. Isso é respeito e parceria. 
Sobre a Prefeita Monica abrir os olhos de vez para isso, ela abriu.    
A usurpação do nome de Camocim agora deve virar caso de justiça. 
Segundo nota da Secretaria do Turismo e Desenvolvimento Econômico, estão sendo tomadas providências judiciais contra postagens de (cooperativas, agências de viagens, dentre outros) que praticam essa venda irregular. 
Enfim, a Camocim o que é de Camocim. Nada além disso. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:07h
Foto: Instagram

5 comentários:

Bruno disse...

Dois pontos que gostaria de destacar:
• A venda de roteiros turísticos como sendo em Jeri, porém grande parte localizado em Camocim, é lamentável pois demostra o mal caratismo e sobre tudo impede o crescimento do município de Camocim no cenário de turístico cearense.
• A decisão de Lindbergh (Prefeito de Jeri), que proíbe que burgueiros e guias turísticos de Camocim, cruz ou qualquer outra cidade, de fecharem passeios a partir da Vila de Jeri. É danoso para o livre mercado e o consumidor final, que não terá outras opções de escolha de roteiros turísticos realizado por burgueiros ou empresas de Camocim e outra região, fazendo que o valor desse passeios fiquem mais alto.
Conclusão: Qualquer monopólio é negativo, impede a população ou turistas de terem opções variadas e sobre tudo de desfrutarem de um melhor preço.

Camocim onlibe disse...

Agora a hora é essa. De mostrar quem tem. Mais belezas naturais. E tudo de graças. Com essessao. Dos bugueiros. E com razão. Afinal todos nós precisamos.
Mais se fizessem uma reunião. Entres poderes. Legislativo. Municipais entre as duas cidades. Camocim e preá. E os bugueiros. Das duas. Todos sairiam. Ganhando. Não era verdade. Eu tô de apóio. Eu concordo. As duas cidades juntas. tem muitas belezas.de MAR. PRAIAS. LAGOS E LAGOAS

Camocim onlibe disse...

Agora a hora é essa. De mostrar quem tem. Mais belezas naturais. E tudo de graças. Com essessao. Dos bugueiros. E com razão. Afinal todos nós precisamos.
Mais se fizessem uma reunião. Entres poderes. Legislativo. Municipais entre as duas cidades. Camocim e preá. E os bugueiros. Das duas. Todos sairiam. Ganhando. Não era verdade. Eu tô de apóio. Eu concordo. As duas cidades juntas. tem muitas belezas.de MAR. PRAIAS. LAGOS E LAGOAS

Suplatour disse...

Toma...

Bom Gestor disse...

Olho por olho, dente por dente. A partir de agora a cidade de Camocim irá estruturar ainda mais os locais que pertencem a cidade, colocando placas de sinalização e nelas incluindo a logo da cidade. Teremos unidades de saúde (com pelo menos profissionais de enfermagem com especialização ou curso de aperfeiçoamento de urgência e emergência) ao longo da rota, mostrando que o turista terá apoio se necessário. As estradas para o acesso desses locais também serão refeitas, mostrando o respeito ao turista. A população dessas comunidades terão cursos gratuitos para atender ainda melhor o turista. Quero ver quem é Jeri frente as nossas belezas naturais e a estrutura que teremos para oferecer.