domingo, 14 de julho de 2019

A TRAJETÓRIA DO PADRE CLÁUDIO, POR CARLOS AUGUSTO

No começo do mês de julho, Padre Cláudio nos deixou. O menino que nasceu no bairro de São Francisco aos 15 de setembro de 1962, fez a páscoa definitiva em 02 de julho de 2019, bem próximo de completar 30 anos de sacerdócio, o que ocorreria na próxima terça-feira, 16 de julho de 2019. 
O filho do Sr. Raimundo Firmino de Oliveira e da Dona Cândida Silva de Oliveira, portanto, ainda não tinha 57 anos completos.
O garoto Antônio Claudio de Oliveira iniciou seus estudos, segundo o Prof. Benedito Genésio, numa "turma de alfabetização em 1967, do Serviço de Promoção Humana, confiada à Professora Maria das Dores Alexandre (Cemilda) por indicação da Irmã Áurea, na então igrejinha de São Francisco. Posteriormente, foi professor da Escola de Promoção Humana (EPH), um desdobramento daquela turma de alfabetização, que funcionava no Centro Comunitário São Francisco".  
Iniciado na carreira religiosa, foi ordenado em 16 de julho de 1989. Na missa de corpo presente em Camocim, o Bispo Dom Edimilson ressaltou ser ele o último padre remanescente do bispado de Dom Timóteo. Nestes quase 30 anos de vida sacerdotal, Padre Cláudio assumiu as seguintes funções:  
Vigário Paroquial da Paróquia Sant'Ana - Sé Catedral - Tianguá/CE, Pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças - Graça/CE, Administrador Paroquial da Paróquia Santa Luzia - Oiticicas/CE, Pároco da Paróquia Bom Jesus dos Navegantes - Camocim/CE, Pároco da Paróquia Santo Antônio - Chaval/CE, Pároco da Paróquia São Pedro - Ibiapina/CE, Assistente Eclesiástico das Equipes de Nossa Senhora, Juiz Auditor na Câmara Eclesiástica da Diocese de Tianguá/CE e atualmente exercia também a função de Administrador da Área Pastoral Nossa Senhora Imaculada Conceição, em Inhuçu (São Benedito).
Saiba mais no Blog Camocim Pote de Histórias (AQUI)

Nenhum comentário: