terça-feira, 6 de agosto de 2019

RISCO DIÁRIO: LEI DA FOCINHEIRA É IGNORADA EM CAMOCIM

No domingo (04), na Praia do Preá, em Cruz, dois cachorros pit bulls atacaram um homem de 44 anos. 
A vítima, que conseguiu ser salva por duas pessoas que passavam pelo local, teve ferimentos na cabeça, no rosto e no ombro. 
Para tentar evitar situações desse tipo, leis obrigando o uso de focinheiras em cães de grande porte, cujas raças são consideras violentas, foram criadas em várias cidades do país. 
Em Camocim, por exemplo, a Lei da Focinheira existe desde 2010. Ela foi aprovada a partir de um requerimento apresentado no legislativo pelo vereador Kléber Veras.    
Apesar da boa intenção, na prática, a  população segue vivendo à mercê do bom senso de cada proprietário. Nunca houve divulgação, fiscalização ou aplicação da lei por parte do poder executivo. 
Basta conferir os cães, de raças enquadradas na lei, circulando diariamente pelas ruas e calçadão da orla, levados por seus donos, com correntes longas e em alguns casos até mesmo sem elas, colocando em risco a vida das pessoas. Vale ressaltar que cidade já teve casos de crianças atacadas violentamente por cães em plena praia. Um outro caso ocorreu na Pracinha do Amor. 
Postado por Tadeu Nogueira às 06:56h

Nenhum comentário: