sexta-feira, 1 de novembro de 2019

EDUARDO BOLSONARO DEFENDE VOLTA DO AI-5

O Ato Institucional nº 5, AI-5, baixado em 13 de dezembro de 1968, durante o governo do general Costa e Silva, vigorou até dezembro de 1978 e produziu um elenco de ações arbitrárias de efeitos duradouros. 
Foi o momento mais duro do regime, dando poder de exceção aos governantes para punir arbitrariamente os que fossem inimigos do regime ou como tal considerados.
Quem fez ontem a defesa da volta do famigerado AI-5 foi o deputado "embaixador" Eduardo Bolsonaro. 
O "menino mimado" do presidente boquirroto, seguindo orientação do pai, acredite, disse em rede nacional que é a favor da volta da ditadura. 
Não é a primeira vez. seus irmãos e seu pai, vez por outra deixam isso claro. A ideia é difundir a intenção até que ela vire uma realidade. Por essas e por outras já ando atrás de aprender outro ofício. Depois de velho vai ser difícil. 
Postado por Tadeu Nogueira às 08:16h

Nenhum comentário: