quarta-feira, 13 de novembro de 2019

GRANJA: DEMISSÕES, SALÁRIOS ATRASADOS E ENCHENTE A CAMINHO

Teve início nessa segunda-feira (11) a demissão em massa de servidores contratados pela Prefeitura de Granja. 
A Secretaria de Educação foi o primeiro alvo. As demissões continuaram nas demais pastas.  
Não há data para o retorno dos demitidos. Como se não bastasse o caos administrativo que vem assolando o município há vários meses, com salários e aluguéis de veículos de transporte em atraso, a prefeita Amanda Arruda não cumpriu a promessa, feita em abril deste ano, juntamente com os deputados Robério Monteiro e Romeu Arruda, de construir um dique de proteção contra enchentes, deixando com isso a cidade mais uma vez sem defesa contra o próximo período invernoso que já se aproxima aos poucos. 
Nesta semana, moradores do Bairro Barrocão, um dos mais atingidos anualmente, pediram socorro, já temerosos de que o desastre dessa vez será bem pior. 
Um reflexo da decadência da cidade surgiu no último ranking do Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), divulgado no último dia 31 de outubro. Segundo ele, Granja despencou 80 posições desde 2016, quando a gestão era de Romeu Arruda. 
Em 2016, Granja aparecia na 34ª colocação no ranking estadual. Agora a cidade, que segue sendo administrada, de fato, pelo agora deputado Romeu Arruda, surge na posição 114.
Postado por Tadeu Nogueira às 15:12h

Um comentário:

Luis Felipe Fragoso disse...

Quanto a enchente, em 2009 receberam casa no campo de aviação, venderam e voltaram para área de risco! Não pago meus impostos para jogar no mato!!! Já está muito difícil a vida para aturar esse tipo de coisa!!