segunda-feira, 2 de março de 2020

MATÉRIA SOBRE TRANS MULHERES EM PRESÍDIOS EMOCIONA O PAÍS

Fui tomado pela emoção na noite deste domingo (01), diante de uma brilhante reportagem do Médico Drauzio Varella, exibida no Fantástico. 
Não fui o único. O Brasil amanheceu falando nisso. A matéria especial foi sobre a rotina de mulheres trans que vivem em presídios
A sensibilidade de Drauzio Varella ao tratar de um tema sempre muito delicado, principalmente para quem sofre na pele o preconceito, comoveu não apenas os telespectadores, mas também as protagonistas. 
Em um dos momentos mais tocantes, Drauzio pergunta a uma delas qual foi a última vez que ela recebeu uma visita. Ela responde que foi há uns sete ou oito anos. O silêncio que vem a seguir é quebrado por Drauzio que diz “Que solidão né, minha filha” e abre os braços para recebê-la em um longo abraço.
A reportagem de um Médico serviu de exemplo para muitos Jornalistas que gastam a visão e audição das pessoas com temas sem nenhuma relevância. Nesse caso expôs, com delicadeza, uma "ferida" aberta pela hipócrita sociedade brasileira.
Veja a reportagem do Fantástico 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:33h

5 comentários:

Anônimo disse...

Eu assisti.. Foi maravilhosa a matéria e Dr. Drauzio sempre muito ético, delicado e humano.

Valdinar Fernandes disse...

Drauzio Varella e um gênio, um visionário de um modo em geral não só como médico, mais de uma sensibilidade de um modo geral sobre a vida do ser humano.
Gênio bem como Tadeu sitou, nao e como esses reportezinhos hipócritas que só enchergam a fama da reportagem.

Direita já disse...

" hipócrita sociedade brasileira"?
O crime não justifica, a escolha do caminho ruim não é motivo de exclusão da sociedade,

Todos tem suas escolhas, mas ficam refém das consequências.

Vítimas da sociedade, pra me é o cidadão de bem, trabalhador,

Valdinar Fernandes disse...

Ou ilustre japonês , quando sitei hipocrisia nao sitei os erros cometidos por cada um deles e sim a forma de acolhimento e tratamento pelo ser humano em se.

Leonardo Bruno disse...

Concordo