sexta-feira, 24 de abril de 2020

SÉRGIO MORO ANUNCIA SUA DEMISSÃO DO GOVERNO BOLSONARO

O ex-juiz Sergio Moro, um dos mais populares nomes da equipe de Jair Bolsonaro, não faz mais parte do governo. 
O ministro da Justiça e Segurança Pública deixa o cargo após a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, nesta sexta-feira (24). 
Moro anunciou sua saída, durante entrevista coletiva, logo após a exoneração de Valeixo ter saído no Diário Oficial da União.   
Ele havia sido indicado por Moro para a posição, e foi demitido por Bolsonaro à revelia do ministro.
Desde o ano passado, Bolsonaro tem ameaçado trocar o comando da PF porque quer ter controle sobre a atuação da polícia, especialmente em processos que envolvem sua família.
Moro topou largar a carreira de juiz federal, que lhe deu fama de herói pela condução da Operação Lava Jato, para virar ministro. Apresentado como um superministro, teve a promessa de que teria total autonomia para formar sua equipe e priorizar o combate à corrupção.
Postado por Tadeu Nogueira às 11:45h
Com informações do GaúchaZH

Nenhum comentário: