segunda-feira, 13 de abril de 2020

USO DE ROBÔS PARA FINS ELEITORAIS PODE SE TORNAR CRIME

O uso de robôs que se passam por pessoas reais na internet e enviam mensagens automáticas para influenciar debates políticos, interferir no processo eleitoral ou gerar prejuízo ao interesse público pode se tornar crime se for aprovado o Projeto de Lei de autoria do senador Eduardo Braga (PMDB-AM), que está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). 
Pelo texto, a oferta, a contratação e o uso de ferramenta automatizada que simule pessoa natural para gerar mensagens ou outras interações, pela internet ou por outras redes de comunicação, com o objetivo de influenciar o debate político ou de interferir no processo eleitoral, passa a ser punido com pena de detenção de seis meses a dois anos e multa.
Hoje, a legislação eleitoral só pune a contratação de “grupos de pessoas” para emitir “mensagens ou comentários ofensivos a candidato, partido ou coligação”, o que é insuficiente para esse enquadramento.
Postado por Tadeu Nogueira às 13:49h
Com informações da Agência Senado

Um comentário:

Zé Maria disse...

Estar precisando de uma lei dessa , que seja duras e punitivas , e dar exemplo a nação Brasileira.