segunda-feira, 29 de junho de 2020

ESCASSEZ DE CIMENTO E TIJOLO ENCARECE OBRAS EM CAMOCIM

Com a entrada na Fase de Transição, a construção civil de Camocim retornou ao ritmo acelerado de antes da pandemia. 
A cidade é uma das que mais constroem na zona norte. 
Com isso, a demanda por cimento e tijolo disparou. Por outro lado, tais produtos estão cada vez mais escassos, o que fez com que o preço de ambos desse um salto significante. 
O cimento, que era vendido em torno de R$ 22 reais, chega a ser encontrado a R$ 28. Já o milheiro do tijolo, que custava em média, R$ 410, alcançou R$ 500.  
Os construtores, varejistas e consumidores já sentem o reflexo da escassez e do preço alto desses dois importantes materiais. 
Não há explicação precisa sobre o que estaria causando a escassez e aumento dos preços.  
Postado por Tadeu Nogueira às 07:53h

Nenhum comentário: