quinta-feira, 30 de julho de 2020

CAMOCIM E SUAS DESCARGAS ADULTERADAS

Dos quatro cantos de Camocim, incluindo a zona rural, chegam relatos sobre o desembesto de motociclistas trafegando com descargas adulteradas. 
O barulho é de "quebrar resguardo". Os pedidos são para que a Polícia Militar, Detran e Demutran reajam à altura da situação, realizando blitze em vários pontos da cidade. 
Como se não bastasse o que já existe na semana, nos finais de semana os tímpanos dos camocinenses vão ao limite da capacidade com o barulho coletivo proporcionado por motos que participam de trilhas na Ilha do Amor e Praia do Maceió. A barulheira não respeita templos religiosos e muito menos os hospitais. 
"Nem mesmo a pandemia é capaz de gerar empatia nessas pessoas. Eles não dispensam ninguém, nem aqueles que estão doentes em casa pelo Coronavírus, se recuperando, precisando de tranquilidade", disse um morador do Bairro Boa Esperança. 
Além das descargas adulteradas, motos sem placas e documentos trafegam dia e noite, sem "cerimônia" alguma. 
"Não adianta fazer blitz educativa. Passou o tempo disso. Todo mundo sabe quando está errando. Não punir é como se render a quem está agindo fora da lei", desabafou um comerciante. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:07h

3 comentários:

sousa disse...

Realmente no bairro boa esperança a situação é crítica é a semana toda e final de semana piora, além das motos barulhenta sons residenciais completa a arrogância de mal educados

Anônimo disse...

Quando minha filha escuta esse barulho Ela vem correndo é de corta coração Rua Bandeirantes

Antônio Francisco rocha da Silva disse...

Na praia da barrinha ta triste a nossa situação, já não basta os da comunidades, agora vem uns de camocim ai faz aquela bagunça, atenção polícia faça uma visita a nossa comunidade