quarta-feira, 1 de julho de 2020

GOVERNO QUER "PARCELAR" AS PARCELAS EXTRAS DO AUXÍLIO

As duas parcelas extras de R$ 600 (R$ 1.200 para mães solteiras) do auxílio emergencial poderão ser desmembradas e pagas em várias vezes, anunciou o ministro da Economia, Paulo Guedes. 
O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que a forma do desmembramento das parcelas e as datas de pagamento de cada lote ainda serão definidas. 
Ele explicou que a data para pedir o benefício foi mantida até quinta-feira (2) e que a tendência é manter o pagamento dos R$ 600, parcelado em dois lotes, dentro de um único mês.
Postado por Tadeu Nogueira às 09:45h
Com informações da Agência Brasil 

Nenhum comentário: