quinta-feira, 24 de setembro de 2020

ROMBO DE R$ 1 MILHÃO: NORA DE VAULINO TENTA NOVA CANDIDATURA

Em setembro de 2016, a Justiça Eleitoral barrou o registro da candidatura da enfermeira Iracema Gonçalves à Câmara de Camocim. O pedido foi feito pelo Ministério Público Eleitoral. Por ter contas desaprovadas, o Promotor argumentou que ela estava inelegível por 8 anos. 

Assim como Euvaldete Ferro e Chico Vaulino, seus sogros, Iracema, que é natural de Tauá, é uma velha conhecida entre os fichas-sujas de Camocim.  

Em abril deste ano, conforme o ofício do Tribunal de Contas da União (TCU), Iracema, então Secretária de Saúde de Camocim no ano de 2012, durante a gestão do sogro, foi responsabilizada por irregularidades que totalizam o prejuízo de R$ 981.256,10 aos cofres municipais. As irregularidades envolvem recursos federais do Fundo Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde. 

Mesmo tendo saído novamente na lista do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) como ficha-suja, Iracema tenta mais uma vez ser candidata. Sobre o rombo de quase R$ 1 milhão, segue calada. A ação segue tramitando na justiça. Ao TSE, ela afirma não possuir bens. 

Por Tadeu Nogueira

Um comentário:

Anônimo disse...

Pegar no batente logo cedo , ninguém quer né,essa têta só pode ser muito boa viu,que ninguém quer largar!volta jesus,já tá atrasado!