terça-feira, 20 de outubro de 2020

PROMOTOR DE CAMOCIM PEDE IMPUGNAÇÃO DE EUVALDETE FERRO

Nesta terça-feira (20), em Camocim, o Ministério Público Eleitoral, por meio do Promotor Evânio Filho, manifestou-se ao Juiz Eleitoral pela procedência de uma ação de impugnação do registro de candidatura, com fundamento exclusivamente na hipótese de inelegibilidade e, por via de consequência, pelo indeferimento do pedido de registro de candidatura à prefeita de Euvaldete Ferro da Rocha Oliveira, pelo MDB. 

Segundo o Promotor Evânio, "até a presente data não houve alteração de situação fática ou jurídica por decisão judicial e do órgão jurisdicional competente para afastar os efeitos dos acórdãos da Corte de Contas que apreciaram as contas de gestão da impugnada no exercício de 2006 (período de 01/01 a 30/06) à frente do Fundo Municipal de Assistência Social do município de Camocim". 

Em manifestação anterior, o Promotor Evânio destacou: "Foi verificada a rejeição das contas da impugnada pelo TCE, por fatos configuradores de ato doloso de improbidade administrativa e, ausente qualquer notícia de provimento judicial que tenha suspendido ou desconstituído as referidas decisões, há de ser reconhecida a inelegibilidade por 8 anos"

Com isso, a Professora Betinha Magalhães segue, até o momento, sendo a única candidata à prefeita apta a ser votada em Camocim no próximo dia 15 de novembro. 

Por Tadeu Nogueira

Nenhum comentário: