domingo, 17 de outubro de 2010

LAGOA DA TORTA ALIA TURISMO SUSTENTÁVEL À PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

Em Camocim, na Zona Norte do Estado, tem uma comunidade que movimenta suas casas de acordo com o movimento das dunas, que não param de se mexer. Têm lagos com coqueiros e carnaubais, vento suficiente para fechar os olhos e pensar que voa, ou então praticar parapente e kitesurf. Tem um braço de mar com banho de água doce. E mais dunas. Duas vezes ao dia, Tatajuba é ilhada pelas águas da maré cheia. Tem um morro que dá uma dimensão de 360 graus da paisagem. O sol também se põe lá. Enquanto resiste à especulação imobiliária para o turismo de luxo, as famílias se reúnem na Associação Comunitária de Moradores da Tatajuba (Acomota) e organizam o roteiro turístico. Do lado da Tatajuba tem uma lagoa azul que se forma de um braço de mar. É a Lagoa da Torta. O vento não falta para os praticantes do kitesurf. O morador Rafael de Carvalho, filho de pescador, é o professor. No ponto da lagoa que emenda com uma duna tem uma tirolesa, para alegria da meninada, inclusive da Tatajuba. Nessa comunidade, os "nativos" também recebem o mesmo atendimento que os turistas.
Postado por Tadeu Nogueira às 07:55h
Com informações do DN
Foto: Melquíades Júnior

Nenhum comentário: