. CAMOCIM ONLINE: MACEIÓ: APESAR DE COLETA, LIXO "SOLTO" RESISTE E AFASTA NOVOS VISITANTES
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

MACEIÓ: APESAR DE COLETA, LIXO "SOLTO" RESISTE E AFASTA NOVOS VISITANTES

Logo após a virada do ano, por iniciativa de um turista italiano, várias pessoas recolheram o "grosso" do lixo deixado por uma multidão que usufruiu da Praia do Maceió no feriado que recebeu 2016. 
No dia seguinte a empresa que faz a coleta, contratada pela Prefeitura Municipal, recolheu o lixo, mas apenas o que estava nos poucos tambores instalados no lugar. O restante, que fica solto na faixa de praia, continua por lá, como mostra a foto ao lado, tirada na manhã desta quarta-feira (06) por um leitor do blog. 
Segundo nosso leitor, alguns novos visitantes, que preferem visitar a praia em períodos mais tranquilos, estão voltando, quando notam o resto de lixo herdado do Réveillon, causando assim prejuízo para hotéis e pousadas. 
"A empresa veio e fez a coleta, mas esqueceu do que fica na beira da praia. Além disso, tem barraqueiro que faz é contribuir para a sujeira, já que se recusa a limpar a frente de seu próprio estabelecimento, mesmo sabendo que isso afasta clientes. Seria bom a empresa utilizar mais funcionários em sistema de mutirão, aproveitando para colocar mais tambores na praia", disse ao blog um dos moradores. 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:41h 

4 comentários:

alberto t disse...

Ta caso o recado Tadeu, agora esses famintos exploradores donor de barracas, deveriam colaborarem tambem seus inconcientes exploradores.

alberto t disse...

Ta caso o recado Tadeu, agora esses famintos exploradores donor de barracas, deveriam colaborarem tambem seus inconcientes exploradores.

Cassiano disse...

Maceió, é e sempre foi um programa de índio. Antes o problema era chegar lá. Agora o problema é ficar lá. Não recomendo ninguém ir lá em época de festas. Você não consegue comer bem, não consegue sair do lugar, ultimamente, está aparecendo uns estresses sérios entre os frequentadores. Se os próprios barraqueiros não colaboram, imaginem o resto de nosso povo sem educação, que vai lá sujar a praia.

nilda disse...

ABSURDO MESMO SÃO OS PREÇOS QUE NÃO CONDIZEM COM O SALÁRIO MÉDIO DO CIDADÃO. R$ 100,00 POR UM PEIXE DE 20cm... FALA SÉRIO!!!
SERÁ QUE NÃO HÁ FISCALIZAÇÃO PARA PREÇOS ABUSIVOS, HÁ LEI PRA ISSO? SERÁ?